Validação de Pesquisas

Desenvolvimento de tecnologias agrícolas para o Noroeste Gaúcho

A Coopermil, buscando inovação e tecnologia, iniciou o trabalho de validação de pesquisas no ano de 1992 e se consolidou, dois anos depois, com a criação da Área Experimental COOPERMIL, instalada no princípio, em uma área de 9 hectares adquirida para este fim.

A Área Experimental Coopermil foi criada com o objetivo principal de validar os processos produtivos nas condições edafoclimáticas (clima e solo) da Região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, visando o aumento da produtividade e renda dos associados, nas principais culturas de grãos .

Atualmente, a Área Experimental Coopermil está localizada na rodovia BR 472, Km 2, em Santa Rosa, e já ocupa 10,5 hectares. Nesta área, são desenvolvidas atividades em parceria com instituições de pesquisa, insumos agrícolas, máquinas e equipamentos.

 

Investimentos

Nestes 20 anos, a cooperativa dedicou esforços e destinou recursos para o desenvolvimento eficiente das atividades realizadas na área experimental. Desde sua fundação até os dias atuais, o somatório de investimento ultrapassa os R$ 2.400.000,00 (dois milhões e quatrocentos mil reais). O montante equivale a R$2,40 (dois reais e quarenta centavos) por hectare dos associados por ano.

Os recursos são aplicados no desenvolvimento das pesquisas e também no trabalho de divulgação e orientação aos produtores, através da realização de eventos como os Dias de Campo de cada cultura, promovidos pela Cooperativa.

 

Resultados concretizados

As informações dos resultados dos trabalhos desenvolvidos, tem qualificado e atualizado a equipe técnica da Coopermil, oferecendo maior segurança nas recomendações e serviços aos associados.

Através de eventos como os Dias de Campo e Palestras Técnicas, desenvolvidos para os produtores associados, são apresentados resultados das pesquisas e as tecnologias aplicadas, as quais são disponibilizadas a equipe técnica da Cooperativa e podem ser adotadas nos próximos cultivos.

Também são realizadas adaptações de cultivares de trigo, milho para grãos e silagens e soja, avaliações de tecnologias divulgadas por empresas de pesquisa e de insumos, avaliações de adubos foliares e agrotóxicos, a Coopermil tem desenvolvido trabalhos de pesquisas inovadores para a região, e que muitas delas de uso em outras regiões do estado.

Outras inovações em destaque:

  • Consolidação do plantio direto na pequena propriedade;
  • Mudança zoneamento oficial da época plantio da cultura do milho, resultando na estabilidade de produção e aumento nos rendimentos da cultura. Marcou o início do sucesso em aumento da produtividade: hoje, bons produtores colhem acima de 11.500 sacas de soja por hectare;
  • Inseticidas alternativos para tratamento de sementes de trigo no controle de corós, com redução em mais de 30% no custo e garantia de controle;
  • Uso de inseticidas líquidos no sulco de plantio na cultura do milho para controle de larvas da praga cascudinho verde (Diabrotica sp);
  • Uso de adubo foliar a base de molibdênio em pulverização na cultura da soja, como resultado de mais de 8 anos de pesquisa gerando ganhos médios de 300 a 480 kg/ha (soja);
  • Mudança no posicionamento de fungicidas para manejo da doença manchas foliares, principal doença na cultura do trigo. Esta prática viabilizou o controle das doenças no cultivo de trigo sobre trigo, com ganhos médios de 360 a 600 kg/ha;
  • Manejo de fungicidas na cultura do milho, para controle de doenças. O experimento foi pioneiro no Estado e resultou em ganhos superiores a 4 mil kg/ha em híbridos suscetíveis;
  • Manejo de nitrogênio em trigo, associado ao uso de redutor de crescimento. Experimento inovador, demonstrando ganhos em produtividade acima de 600 kg/ha conforme a cultivar e melhorias na qualidade industrial que é componente fundamental na comercialização.

 

Parcerias

A Cooperativa efetivou parcerias para as atividades de validação regional, com instituições e entidades renomadas de pesquisa, empresas de insumos, máquinas e equipamentos agrícolas.

As parcerias iniciaram com a Embrapa Trigo de Passo Fundo, desenvolvendo atividades iniciais na cultura do trigo, adequando cultivares e tecnologias específicas a região e posteriormente ampliaram-se os trabalhos com a Embrapa Trigo na cultura da soja, com lançamento da cultivar BRS 211 específica para a região.

Atualmente, a Coopermil conta com a parceria da Fundacep Fecotrigo, CCGL Tec, Fepagro RS, no programa de Agroenergia do RS no qual a Coopermil foi escolhida para a desenvolver e validar os trabalhos para toda região; Embrapa Clima Temperado de Pelotas, na ampliação dos trabalhos de Agroenergia e etanol do RS; e de empresas de genética de culturas, como a Biotrigo e a Brasmax, entre outras.

 

Empresas parceiras

  • Agroeste
  • Agroceres Sementes
  • Basf
  • Bioagro
  • Biotrigo
  • CCGL TEC
  • DB - Dagoberto Barcelos
  • Dekalb
  • Dow Agrosciences
  • Fankhauser
  • Heringer Fertilizantes
  • Ipacol
  • Mosaic
  • Nogueira
  • Nutri Top
  • Pioneer Sementes
  • Syngenta
  • Vaccinar
  • Yara
  • São José Implementos Agrícolas